No passado dia 3 de junho, a Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos do Estreito de Câmara de Lobos participou na Feira Tecnológica 2019, organizada pelo Gabinete de Modernização de Tecnologias Educativas, com a apresentação de cinco projetos que foram trabalhados no âmbito da Autonomia e Flexibilidade Curricular. Esta feira teve lugar no Colégio de Santa Teresinha, no Funchal.

Na categoria de 2.º ciclo, o 2.º turno da turma F do 5.º ano participou com dois projetos “Piano EBECL” onde foi realizada a interdisciplinaridade de TIC com Música e Dança e o jogo “Apanha a Fruta”, através da interdisciplinaridade de TIC com Cidadania e Desenvolvimento. Ambos os projetos foram realizados em programação scratch e através do dispositivo makey makey. A turma foi representada pelos alunos Laura Pereira, Miguel Silva, Sara Faria e Paulo Nunes, com a orientação da docente Marlene Neves.

Na categoria de 3.º ciclo, foram apresentados os sites “Estilos de Vida Saudável” (https://osmeusprojetosa.wixsite.com/estilosvidasaudavel)  e “Stress na Desportiva” (https://osmeusprojetosb.wixsite.com/stressnadesportiva) realizados pelas turmas AB1 e AB2 do oitavo ano, respetivamente. Estes sites foram realizados através da interdisciplinaridade de TIC com português. A turma AB1 foi representada pelos alunos Bianca Silva, Lúcia Vitória Fernandes e Petra Silva e a turma AB2 foi representada pelos alunos Afonso Freitas, Jorge Figueira e Matilde Abreu, com a orientação da docente Lídia Henriques. 

Na categoria de secundário, foi apresentado uma maquete com um sistema de monitorização e controlo de uma habitação através do IoT (Internet of Things) e apresentado por seis alunos do 1.º ano do Curso Profissional Técnico de Informática de Gestão. Este projeto foi realizado através da interdisciplinaridade de Linguagens de Programação e Sistemas de Informação. Este projeto teve a orientação do docente Lúcio Elawar.

Nesta feira foram apresentados um total de 46 projetos e a nossa escola conseguiu o primeiro lugar na categoria de 2.º ciclo.

Agradecemos à Casa do Povo e ao Clube Desportivo do Estreito de Câmara de Lobos por ter facultado o transporte e a empresa “Madeirense Puro” por facultar as imagens do “Vilhoa” e do “Estepilha”.

Os docentes do Conselho de Disciplina de Informática

Lídia Henriques

Lúcio Elawar

Marlene Neves

No final do segundo período e início do terceiro, foram dinamizadas, nas turmas de 2º ciclo, ações de sensibilização sobre Plasticologia Marinha, promovidas pelo Oceanário de Lisboa.

Nas sessões os alunos foram alertados para a problemática mundial da poluição dos oceanos por plásticos. Foram realizadas algumas atividades práticas e promovidas alterações de comportamentos, no que diz respeito à utilização de objetos de plástico.

Os alunos revelaram muito interesse pelo tema e foram muito participativos.

“Plasticologia é a ciência que estuda os plásticos. Debruça-se sobre a origem, evolução, composição e função dos microplásticos até aos macroplásticos. A plasticologia marinha estuda as fontes de introdução no meio marinho desta nova espécie, a sua dispersão pelo globo e as suas dinâmicas ao longo do tempo (plasticologia evolutiva)”  (Manual Plasticologia, Oceanário de Lisboa) 

Está nas nossas mãos contribuir para a redução dos plásticos nos oceanos!           

Clique aqui para visualizar as fotografias.                                                           

Docente de Ciências Naturais

Cláudia Miguel

 

No passado dia sete de junho realizou-se a XIIIª final do concurso matemático regional «Agente X» que contou com a presença de 119 alunos que lograram alcançar a final dos 990 que participaram ao longo ano letivo em todas as escolas da nossa região. De entre esses finalistas há que salientar a presença do nosso aluno João Afonso Paulos do 7ºE que representou condignamente a nossa escola. Foi acompanhado pelo professor João Geraldes ao longo desse dia muito bem passado em Santana. De manhã na escola secundária e à tarde no parque temático. Um agradecimento muito especial ao professor Rogério Andrade do Conselho Executivo por nos ter levado e trazido ao Norte da ilha.

No âmbito de todas as disciplinas das turmas do 7.ºABC1, 7.ºABC2, 7.ºABC3, desenvolveu-se o presente trabalho de Projeto em função dos temas selecionados pelos interesses dos alunos, foram assim abordadas diferentes temáticas dentro dos temas dos animais : Animais domésticos, animais selvagens, animais em vias de extinção e  preocupação com o abandono e maus tratos dos animais domésticos, causas e alertas para inverter o problema. Os alunos trabalharam nas várias disciplinas em interdisciplinaridade, os trabalhos foram muito dinâmicos e interessantes e como resultado final temos a presente revista para partilhar um pouco a experiência vivida neste ano letivo. 

Turmas 7.º ABC (123)

 

 

No âmbito do Dia da CRIANÇA!

Criatividade 
Risadas
Imaginação 
Alegria 
Nuances 
EsperanÇa
Amigos 

Foram dinamizadas pinturas com carimbos recicláveis com a professora Paula Correia.

No âmbito da Disciplina de Geografia, mais precisamente no subtema: soluções para atenuar os contrastes de desenvolvimento, a importância das ONG´s, os alunos das turmas D e E do 9ºano, realizaram uma campanha de solidariedade.

As verbas foram angariadas através da venda de flores, que foi um sucesso por terem sido vendidas no dia de S. Valentim e no dia da Mulher. Mas não só! Venderam-se também broas, bolos e até brigadeiros.

As verbas angariadas foram entregues dia 24 de maio, à Instituição Criamar e à encarregada de educação de uma aluna da turma E, que viu a sua casa parcialmente destruída por um incêndio. Esta cerimónia decorreu na sala de sessões, na presença da Vice-presidente do conselho executivo, a professora Cristina Freitas, do professor Miguel Chicória e do Dr. João Carlos Abreu, presidente da associação Criamar, bem como de todos os alunos que participaram. A cerimónia comoveu todos os presentes.

Apesar de a quantia não ter sido muito elevada, o esforço e dedicação das turmas, que simplesmente ajudaram sem esperar nada em troca, são impagáveis, assim como os seus sorrisos e o brilho nos seus olhos. Isto porque, boas ações por menores que sejam podem mudar o mundo!

Agradecemos a todas as pessoas que permitiram a concretização desta atividade. Valeu muito a pena.

Verónica Medina 9.º E

 

Através da associação de amigos das artes - Teatro Metaphora, os alunos da turma A do 3.º ano do Curso Profissional – Técnico de Informática de Gestão, da EB 2+3 do Estreito de Câmara de Lobos, acompanhados pela professora Joana Pereira, tiveram a excelente oportunidade de participar no programa Erasmus+ Youth Exchange – EcoFriends, intercâmbio a ocorrido em Leptokarya, na Grécia, entre os dias sete e dezasseis de maio do presente ano letivo, tendo sido para os mesmos uma experiência inesquecível, tal como se pode comprovar, pelos feedbacks dos respetivos participantes :

Ana Pita

“Pela primeira vez na estrada e neste projeto Erasmus, adorei a experiência, é outro mundo… adorei conhecer novos amigos, novas culturas entre outras coisas!! Espero que haja mais oportunidades como esta porque, sem dúvida, foi muito especial. Já sinto a sua falta ...”

Bruno Pereira

“Eu amei este projeto. Este projeto superou as minhas expectativas, conheci muitos novos amigos, aprendi coisas novas sobre outras culturas. Espero poder participar em mais projetos como este, foi incrível.”

David Rodrigues

“Gostei muito desta experiência, de fazer parte do projeto Erasmus+, achei muito interessante conhecer novas pessoas de diferentes culturas e países e seus jogos tradicionais. Tenho que afirmar que foi melhor do que esperava e desafiante comunicar com outras pessoas numa língua que não é a materna. É uma experiência que adorava voltar a participar.”

Luís Dinis

“Adorei ter participado neste projeto Erasmus+ Youth Exchange – EcoFriends, foi muito além das minhas expectativas, aprendi imensas coisas que não estava à espera. Se houver outra oportunidade como esta, irei participar.”

Sara Abreu

“A minha experiência de participação no projeto Erasmus +, superou todas as minhas expectativas e foi uma experiência muito enriquecedora. Achei interessante conhecer novas pessoas e diferentes culturas de tantos países, é participar novamente.”

Joana Pereira (Team Leader)

“É sempre um desafio e uma responsabilidade embarcar em um projeto como este com os alunos, mas acredito que seja extremamente enriquecedor para os alunos. Na minha opinião, eles retornam um pouco mais completos do que quando começaram esta aventura. Eles adquirem e desenvolvem novas habilidades e têm uma ideia um pouco diferente das diferentes culturas e países com os quais se socializam e colaboram durante os dias do projeto. Espero poder continuar contribuindo e permitir que mais jovens passem por essa experiência.”

Clique aqui para visualizar as fotografias.

Entre os dias 15 e 17 de maio de 2019, decorreram as Atividades do Ensino Recorrente denominadas “Do Estreito para o Mundo”.

No dia 15 de maio de 2019, decorreu o Peddy Paper, atividade em que os formandos, munidos da sua força física e mental, percorreram vários locais próximos da escola e dentro da escola para poderem completar as etapas desta prova. Cheios de energia e entusiasmo, todas as equipas conseguiram completar a sua prova. A equipa campeã foi a equipa “Sempre a abrir”, da turma EFA 1.º SA, mas o mais importante foi que esta atividade permitiu fortalecer o espírito de grupo e promover uma competição saudável entre todos os participantes.

No dia 16 de maio de 2019, os formandos tiveram a oportunidade de participar na Palestra “Agricultura de Precisão”, dinamizada pelo docente Lúcio Elawar, sendo que os formandos adoraram tudo aquilo que puderam experienciar e vivenciar. Nesse mesmo dia, foi, ainda, possível, o visionamento do filme “Que mal fiz eu a Deus?”, uma comédia sobre preconceitos e expectativas sociais, escrita e realizada por Philippe de Chauveron. Além da mensagem importante que o filme pretende transmitir, foi também um momento de descontração e de umas boas gargalhadas.

No dia 17 de maio de 2019, foi realizada a Mesa-redonda “Ensino Recorrente: oportunidades e desafios”, onde pretendeu-se que os participantes pudessem conhecer os testemunhos de alguns ex-alunos, ex-formandos e formandos desta escola relativos à sua experiência pessoal e profissional, aliada à frequência de cursos do Ensino Recorrente. O moderador desta Mesa-redonda optou por, na introdução e na conclusão desta atividade, realizar pequenas atividades inovadoras, utilizando a aplicação informática Mentimeter, onde todos os participantes acabaram por participar de forma muito ativa e interessada na Mesa-redonda, respondendo a questões com o telemóvel, cujas respostas surgiam de imediato na tela de projeção. Foi uma atividade engraçada, enriquecedora e bastante atrativa.

Para finalizar a semana, decorreu o Convívio Gastronómico “A comer é que a gente se entende”, onde pudemos provar várias iguarias típicas da Madeira e conviver como uma verdadeira família.

Agradecemos a todas as pessoas que permitiram a concretização de todas as atividades: Conselho Executivo, pessoal docente, pessoal não docente, formandos, ex-formandos, ex-alunos e convidados.

Clique aqui para ver algumas fotos das atividades.

Ao longo deste ano letivo, os alunos das turmas C, D, E, F, G e H do 6.º ano, orientados pelas professoras de História e Geografia de Portugal, participaram na iniciativa “A Maior Lição do Mundo” promovida pela UNICEF, que tem como objetivo a promoção do conhecimento e reflexão sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em torno da importância de uma educação de qualidade (ODS 4) e a promoção da paz e da justiça (ODS 16).

Os alunos tomaram conhecimento e debateram a declaração dos direitos humanos e os objetivos de desenvolvimento sustentável; empenharam-se na sua divulgação junto da comunidade escolar através de pequenos desafios, exposições e elaboração de jogos didáticos; realizaram eleições para debater em Assembleia aspetos que assinalaram como positivos e negativos na escola, o que resultou na elaboração de dois projetos que serão apresentados à Direção da escola; planearam e encontram-se na fase final de elaboração de uma caça ao tesouro denominada de “Tesouro Sustentável”, que terá como “preço” de entrada, material escolar para a constituição de mochilas solidárias a distribuir por alunos carenciados da comunidade local. A par das exposições na escola, os trabalhos também foram e continuam a ser divulgados no Padlet criado para o efeito, que convidamos todos a visitar https://padlet.com/maiorlicaodomundo/ebcel .

As professoras realçam o facto de os alunos se terem revelado cidadãos atentos aos problemas da sua comunidade e capazes de apresentar respostas e/ou propostas ajustadas à realidade envolvente e faixa etária em que se encontram. Pensaram de forma global e agiram local!

As professoras

Joana Matos e Mónica Mamede

No passado dia 14 de maio, os alunos da escola, em conjunto com a polícia, “Escola Segura”, realizaram uma operação Stop, na Rua João Augusto de Ornelas, n.º 2.

O principal objetivo foi fomentar o civismo e a cidadania, contribuindo deste modo para a afirmação da comunidade escolar enquanto espaço privilegiado de integração e socialização.

Os alunos mostraram interesse e participaram com empenho.

A monitora do Clube de Educação Rodoviária,

Zélia Pereira

No âmbito do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância foram dinamizadas na nossa escola várias atividades para alertar os alunos da importância desta temática, que infelizmente ainda está presente nos nossos dias.

Este ano foram realizadas várias atividades em parceria com as várias entidades da comunidade educativa do Concelho de Câmara de Lobos.

O mês começou com uma ação de sensibilização promovida pela PSP de Câmara de Lobos/Escola Segura, intitulada “A Violência no Namoro” dirigida aos alunos de 9.º ano. Também foi desenvolvida uma ação de sensibilização com a mesma temática junto de algumas turmas do 3.º ciclo, dinamizada pela Dr.ª Elisa Fonseca da Câmara Municipal de Câmara de Lobos.

Demos início à Semana AZUL, com atividades em parceria com a Escola EB1/Pré do Estreito de Câmara de Lobos, colocando laços azuis, decorados pelos alunos e encarregados de educação, ao longo da vedação das duas escolas para o lado exterior. Foi colocado um grande laço azul na faixada da nossa escola, feito pelas assistentes operacionais e o conselho executivo com a colaboração da coordenadora do departamento de expressões, docente Sónia Silva, e uma faixa na parte frontal com a indicação “Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”. A presença de dois bonecos de trapos para apresentar o mês, de forma positiva criados pelas assistentes operacionais, com a coordenação da D. Delta e a docente Cristina Rosário da educação especial.

Visitaram as instalações da rádio escola, duas turmas do 3.º ano e duas do 4.º ano, acompanhadas pelos respetivos docentes para gravar frases elaboradas por estes discentes e escolher uma música. Tiveram oportunidade de participar numa emissão em direto da rádio ELobos.

Este ano formámos um laço humano, em parceria com a Escola EB1/Pré do Estreito de Câmara de Lobos. Participaram mais de 300 crianças de todos os anos escolares da escola EB1/Pré do Estreito de Câmara de Lobos, vestindo um t-shirt branca, em conjunto com os nossos alunos de 9.º ano de escolaridade, usando uma t-shirt de cor azul.  A formação do laço foi acompanhada ao som de várias músicas e no final foram batidas palmas durante um minuto em homenagem a todas as vítimas. De seguida, fizemos uma caminhada em harmonia pelas ruas circundantes às duas escolas, em que os alunos do 9.º ano deram as mãos aos alunos do 1.º ciclo com o objetivo de sensibilizar a comunidade para esta temática, as suas consequências, como agir para prevenir e sinalizar, como praticar uma parentalidade positiva e ainda consciencializar para os direitos e deveres das crianças. 

Os alunos do clube rádio escola ELobos selecionaram músicas e frases para transmitir durante os intervalos da Semana Azul e a TV Escola colocou o filme “On the Way to school” alertando os alunos para os seus direitos e deveres.

No dia 29 de abril decorreu uma Conferência na sala de sessões intitulada “Azul Mudo – com um gesto ajudamos!” tendo como moderadora a Dr.ª Gabriela Freitas (EB1/Pré do Estreito de Câmara de Lobos) e as seguintes convidadas: Dr.ª Sofia Henriques (autora do livro Cestinha Cintilante); Dr.ª Alice Silva (CPCJ); Dr.ª Maria do Céu (Segurança Social do Estreito) direcionada aos encarregados de educação e alguns alunos da escola.

No dia 30 de abril, a escola também participou na elaboração do laço humano na Praça da Autonomia dinamizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Câmara de Lobos com alunos de várias turmas. O grupo de teatro apresentou a peça “Que queres no namoro?” na Casa da Cultura de Câmara de Lobos. Neste mesmo dia, a escola foi representada por dois alunos vencedores do Concurso de Poesia, que declaram os seus poemas e receberam os respetivos prémios.

Clique aqui,para visualizar as fotografias.

Clique aqui, para visualizar o vídeo.

Assim, finalizámos mais um MÊS AZUL, e “Serei o que me deres… que seja AMOR”.

A equipa multidisciplinar

Sofia Camacho; Fátima Costa; Goreti Freitas

O mês de abril é assinalado como o “Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância” e, na nossa escola, foi dedicada toda uma semana a esta efeméride. Assim, de 23 a 30 de abril, foram dinamizadas diversas atividades com o intuito de chamar a atenção, sensibilizar e alertar para a prevenção dos maus tratos que, infelizmente, muitas crianças estão sujeitas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), caracterizam-se como “abusos ou maus-tratos às crianças, todas as formas de lesão física ou psicológica, abuso sexual, negligência ou tratamento negligente, exploração comercial ou outro tipo de exploração, resultando em danos atuais ou potenciais para a saúde da criança, sua sobrevivência, desenvolvimento ou dignidade num contexto de uma relação de responsabilidade, confiança ou poder”.

Alguns conselhos de disciplina do departamento de línguas associaram-se a esta iniciativa levada a cabo pela nossa escola. O conselho de disciplina de português do terceiro ciclo projetou o filme “A turma”  ("Entre les Murs"), filme de Laurent Cantet, em cinco sessões de cinema. Assim, esta atividade foi dirigida aos alunos das turmas 7.ºABC1,2 e 3 e também às turmas do 8.º F e 9.º G. Os alunos demonstraram muito interesse, visto tratar-se do retrato de uma turma problemática durante o ano letivo. Este filme possibilitou aos alunos estabelecerem comparação com a sua turma, com o seu dia a dia na nossa escola, com os colegas e com os professores. Também foram elaborados cartazes pelos alunos da turma ABC2 do sétimo ano, tendo como intuito contribuir para a prevenção dos maus tratos das crianças. O conselho de disciplina de inglês do segundo ciclo deu o seu contributo com a criação, em inglês,  de uma frase de sensibilização para esta problemática, com a orientação dos respetivos professores (foi eleita uma frase representativa de cada turma do segundo ciclo). Depois de as referidas frases serem registadas em fitas de cetim azuis, foram penduradas numa árvore, na entrada da nossa escola. Sublinhe-se que, antes da realização desta atividade, foi explicada aos alunos a origem desta iniciativa internacional. Foi um momento deveras gratificante. O conselho de disciplina de inglês do terceiro também cooperou com a sua participação na formação do laço  azul e na respetiva caminhada organizada pela nossa escola e com a promoção de debate/discussão com os alunos sobre o tema e acerca das frases por eles criadas. Já no conselho de disciplina de francês do terceiro ciclo, os alunos do nono ano escreveram uma frase/palavra alusiva à temática. O grupo da educação especial dinamizou, com os alunos que beneficiam de apoio direto, a decoração de laços a fim de serem afixados na vedação exterior da escola. Foi também criada, no quadro preto da escola, uma atividade intitulada "Mãos em Socorro", na qual foi utilizada a língua gestual portuguesa para "traduzir" algumas palavras alusivas à esta situação. Participou também em outras atividades dinamizadas na escola ao longo desta semana.

É bom todos termos assente que os maus-tratos constituem graves problemas para o desenvolvimento das crianças, provocando consequências ao longo da sua vida, como a depressão, a agressividade, o uso de drogas, vários problemas de saúde e a infelicidade. Mesmo que os maus tratos já tenham terminado, estes problemas podem ocorrer anos depois.

Vamos ficar todos em alerta e denunciar quando tivermos conhecimento de algum caso, de alguma situação de maus tratos às crianças.

Pel’ O Departamento de Línguas

Graça Costa

Parceiros Institucionais